Paromundo.jpg

Olá!

Bem-vindo a PAROMUNDO! 
Aqui compartilhamos nossas experiências e histórias pelo mundo. Aproveite!

Vale dos Vinhedos: Spa do Vinho e Vinícola Miolo

Vale dos Vinhedos: Spa do Vinho e Vinícola Miolo

Combinação perfeita de belezas naturais, bons vinhos e relaxamento.

A região é uma das mais bonitas e visitadas no sul do Brasil, principalmente pelos amantes de bons vinhos, mas também por pessoas que buscam descansar em meio a um cenário deslumbrante. E esses eram os nossos objetivos quando decidimos conhecer a região: bons vinhos e descanso!

O Vale dos Vinhedos fica a 115 km da capital gaúcha e compreende os municípios de Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul. Optamos por conhecer a cidade de Bento Gonçalves e alugamos um carro no Aeroporto Salgado Filho para seguir a viagem. A estrada é bem sinalizada e tranquila de ser percorrida de carro; na volta passamos por um pedágio para acessar a capital gaúcha. 

SPA DO VINHO

2013-11-17 10.05.30.jpg

Quando pensamos em visitar a Serra Gaúcha buscamos hospedagem em um local onde poderíamos estar imersos na tradição local e na vinicultura. E foi assim que conhecemos o Spa do Vinho Autograph Collection Hotel, instalado em uma paisagem estonteante no coração do Vale dos Vinhedos, oferecendo o melhor da hospedagem, gastronomia, saúde e lazer.

Ao cruzar a Estrada do Vinho (RS 444) é impossível não se encantar com a paisagem da Toscana em plena Serra Gaúcha. As instalações do hotel são muito confortáveis e pelas amplas janelas é possível contemplar a paisagem enquanto degusta o espumante ofertado na chegada ao hotel. Os quartos, bem espaçosos, também possuem vista para o vale e remetem à ascendência italiana da região.

Os hóspedes podem contar ainda com sala fitness, duas piscinas, sendo uma externa aquecida e outra dentro do spa, quadra de tênis, sauna, dois restaurantes e um spa com tratamentos vinoterápicos com produtos do renomado laboratório francês Caudalie. O spa oferece serviços como esfoliação corporal, massagens e banhos terapêuticos. Não chegamos a aproveitar a piscina porque estava frio na época de nossa visita, mas os serviços do spa foram mágicos. A massagem craniana foi algo que nunca havia experimentado e foi incrível.

2013-11-17 09.14.55.jpg

O café da manhã é servido diariamente no restaurante Leopoldina com serviço à francesa. Cafés, pães, frutas, queijos e iogurtes servidos à mesa de forma impecável. Diariamente opções de ovos e sanduíches quentes também são oferecidos. No mesmo ambiente também são servidos almoço e jantar, sempre regados a bons vinhos da adega do hotel, composta por mais de 600 rótulos. Além do restaurante Leopoldina, o Bistrô Sabrage é também uma opção para almoço e jantar no hotel. Diariamente acontece degustação de vinhos na adega com diferentes vinícolas convidadas.

MIOLO

Outra cortesia ofertada a todos os hóspedes do hotel é a visita à Miolo, localizada em frente ao Spa do Vinho, do outro lado da rodovia. Mas é possível adquirir o passe para a visita na própria vinícola também. Aproveitamos essa cortesia e fomos fazer o tour guiado da vinícola logo cedo; uma excelente dica para visitar as maiores vinícolas, que são mais concorridas. 

A visita, com duração média de 1 hora acompanhada por enólogo ou sommelier, inclui apresentação da história da vinícola, visita ao vinhedo modelo, tanques de elaboração, barricas, caves de espumantes e de envelhecimento. Pudemos conhecer todo processo de produção dos vinhos, desde o cultivo das uvas, de acordo com as condições de clima e solo, tanques e barris de envelhecimento. A sustentabilidade da vinícola é um extra, que repassa os barris utilizados a alambiques de todo o Brasil, como forma de reaproveitá-los.

Ao final ocorre a degustação orientada dos rótulos emblemáticos a vinícola e também a visita à loja da Miolo. Durante nossa visita experimentamos vinhos tinto, branco e espumantes. Aprendemos todas as técnicas para melhor apreciação e degustação dos vinhos e também algumas dicas de harmonização. Essa foi nossa primeira degustação de vinhos e ficamos muito empolgados com os sabores e conhecimentos adquiridos. Podemos dizer que a Miolo foi responsável por nos estimular a apreciar bons vinhos, o que temos feito desde então.

Foi incrível conhecer a história da família e apreciar tão de perto o Lote 43, que deu origem a um dos rótulos mais importantes de toda região. O primeiro lote de terras adquirido, em 1897, por Giuseppe Miolo trazia em sua escritura o número da parcela Lote 43 da Linha Leopoldina, fica a esquerda do Spa do Vinho e eterniza o passado da família. Em 1999 a família decidiu prestar homenagem ao patriarca produzindo o rótulo que ganhou o nome Miolo Lote 43. Produzido somente em safras excepcionais, com uvas Merlot e Cabernet Sauvignon, carrega o selo de Denominação de Origem do Vale dos Vinhedos. 

2013-11-16 11.24.21.jpg
2013-11-16 09.31.06.jpg

A degustação começou com a linha foi o Miolo Reserva, produzidos a partir de uvas cultivadas sob condições ideais de clima e solo. O primeiro vinho degustado foi o Reserva Tempranillo, um vinho intenso, aromático com notas de carvalho. A harmonização desse vinho rascante com queijos de ovelha da região foi uma descoberta fantástica para o paladar.

Outro vinho degustado foi o Miolo Reserva Chardonnay, também armonizado com queijos de Bento Gonçalves, mas dessa vez com sabores mais suaves e pouca gordura. Com leve passagem por barrica de carvalho francês possui aromas de frutas com a madeira do carvalho e acidez equilibrada na boca.

Os espumantes Terranova são muito apreciados em festividades e comemorações e por isso foi a escolha para fechar nossa degustação com chave de ouro. Apesar de não serem produzidos na serra gaúcha, foi uma grata surpresa conhecer mais a respeito dos vinhedos da Miolo no Vale do São Francisco. Degustamos o Demi-sec, produzido com uvas Chenin Blanc, Sauvignon Blanc e Verdejo, possui sabor frutado e leve. Uma delícia!

A empolgação foi tanta que aproveitamos para adquirir vinhos a preços acessíveis na loja da Miolo. A partir de duas caixas de vinho, a empresa envia a encomenda diretamente em sua residência algumas semanas depois da visita, o que nos livrou do transtorno de carregar as bebidas no aeroporto. Essa é uma excelente dica para quem que compor a adega durante a visita e não quer carregar bagagem extra na volta, principalmente em tempos de franquia de bagagem. 


Esse post faz parte de uma blogagem coletiva no qual falamos sobre nossas experiências em lugares incríveis ao redor do mundo. Os posts de hoje são sobre inesquecíveis vinícolas para conhecer e se deliciar.

Vinícolas na Califórnia, com a Manu do blog: manunomundo.com

Vinícola Leone di Veneza na Serra Catarinense, com a Aninha do Blog: aninhaporai.com.br

Vinícola Franco Italiano em Curitiba, com a Michele e Célio do Blog: bagagemparadois.com.br

Vinícola Concha Y Toro e Tonet no Chile e Guia para iniciantes, com a Tharsila do blog: mapeandomundo.com

Vinícola Santa Rita no Chile, com a Avelina e Vivian, do blog: vivendoavidapelomundo.com

Guia Réveillon Copacabana

Guia Réveillon Copacabana

Mergulhando em Cozumel

Mergulhando em Cozumel